VOLUME 3 - NÚMERO 3 Set/ Dez - 2013

Editorial
Introdução à Metodologia Científica
Artigo de Revisão

3 - Pneumonia adquirida na comunidade na infância e imunizações

Community - acquired pneumonia in childhood and immunizations

Pneumonia adquirida na comunidade na infância e imunizações

Rafaela Baroni Aurilio

Resid Pediatr. 2013;3(3):59-66

Resumo PDF Português
A pneumonia adquirida na comunidade (PAC) ainda é um problema de saúde pública, principalmente nos países em desenvolvimento, onde sua incidência, nos menores de 5 anos, é cerca de 0,29 episódios/ano, o que equivale a 150,7 milhões de casos novos, e continua sendo a principal causa de óbito entre as infecções respiratórias agudas (IRA), na infância. Alguns dos seus agentes etiológicos são passíveis de prevenção, por meio de imunização passiva e ativa, como vírus influenza e vírus sincicial respiratório (VSR), e bactérias como Haemophilus influenzae e Streptococcus pneumoniae. O presente artigo se destina à atualização sobre as formas de imunizações contra VSR, influenza, e Streptococcus pneumoniae. A incorporação destas imunizações, de forma rotineira, de acordo com a faixa etária e/ou doença de base, é capaz de reduzir a taxa de internação e mortalidade por PAC.

4 - Nutrição enteral em pediatria

Pediatric enteral nutrition

Nutrição enteral em pediatria

Vanessa Pacini Inaba Fernandes; Alexandre Lima; Antonio Aurélio Euzébio Junior; Roberto Nogueira

Resid Pediatr. 2013;3(3):67-75

Resumo PDF Português
OBJETIVO: A nutrição enteral é bastante utilizada em crianças, porém, poucas são as revisões sobre o assunto. É indicada em muitas situações específicas, podendo ter início no período neonatal, e sua indicação adequada e aplicabilidade correta podem proporcionar melhora do estado nutricional da criança e evitar complicações. MÉTODO: Foi realizada uma pesquisa no PubMed do período de 1983 a 2007, sendo utilizadas as palavras chave "nutrição enteral" e "infância". Os artigos foram selecionados pela maior relevância clínica e maior adequação à qualidade geral do artigo. RESULTADOS: As principais indicações de dieta enteral são risco de aspiração pulmonar, prematuridade e oferta oral insuficiente para cobrir as necessidades da criança. As contraindicações absolutas de nutrição enteral são obstrução intestinal e instabilidade hemodinâmica. As sondas de curta duração (< 6 semanas) mais adequadas são de silicone ou poliuretano e geralmente passadas por via nasogástrica, sendo que o posicionamento da sonda deve ser confirmado por radiografia. Atualmente, há preferência para as dietas industrializadas, com menor risco de contaminação microbiológica. As fórmulas lácteas e dietas enterais possíveis serão discutidas no artigo, sempre considerando o leite materno no primeiro ano de vida e observando as necessidades de macro e micronutrientes para cada faixa etária. CONCLUSÃO: Esse artigo é uma revisão sucinta da literatura com intuito de expor ao pediatra os pontos relevantes necessários para a indicação de nutrição enteral, a seleção do tipo e localização de sonda, do tipo de dieta mais adequado para cada faixa etária e do modo de infusão da dieta.
Relato de Caso

5 - Cisto de duplicação intestinal associado com má rotação

Intestinal duplication cyst associated with poor rotation

Cisto de duplicação intestinal associado com má rotação

Ignez Cristina Santos Netto; Ronald de Melo Costa; Marilene Silveira Duarte; Cristiano de Pinho Tavares; Daniela Silva Pais Lourenço; Tatiana Aquino Lopes

Resid Pediatr. 2013;3(3):76-79

Resumo PDF Português
OBJETIVO: Relatar um caso de cisto de duplicação intestinal com má rotação. DESCRIÇÃO: Relatamos um caso de cisto de duplicação intestinal em criança do sexo feminino, 2 meses de idade, previamente hígida, com sintomas de vômitos biliosos há 2 dias. A criança foi internada para propedêutica, sendo realizado ultrassonografia, tomografia computadorizada de abdome e pelve, enema opaco, laparotomia exploradora com apendicectomia e ressecção do segmento do intestino delgado com cisto aderente ao mesmo. DISCUSSÃO: O cisto de duplicação intestinal é uma anomalia benigna congênita rara do trato gastrointestinal que pode surgir em qualquer localização, a maioria estão localizados em esôfago distal e íleo terminal. Mais de 60% das duplicações gastrointestinais são diagnosticados no pré-natal ou nos primeiros 2 anos de vida. Existem relatos que duplicações do intestino ocorrem aproximadamente em 1 de cada 5000 nascidos vivos, não há relação familiar ou racial. O diagnóstico diferencial deve ser feito com constipação psicogênica e megacólon congênito, volvo intestinal, nos casos de sangramento intestinal, deve-se pesquisar pólipos ou divertículo com mucosa gástrica. Quanto ao tratamento, é sempre cirúrgico.

6 - Neurocitoma central

Central neurocytoma

Neurocitoma central

Isabela Cristina Rocha Martins

Resid Pediatr. 2013;3(3):76-79

Resumo PDF Português
O Neurocitoma central se apresenta como um tumor localizado no terceiro ventrículo, destruindo a parte anterior do fórnix, o septo pelúcido, invadindo o ventrículo lateral. Os pacientes podem apresentar sintomas como amnésia e distúrbios de comportamento; dores de cabeça e evidência clínica de aumento da pressão intracraniana. O diagnóstico diferencial deve ser estabelecido com ependimomas, astrocitomas, oligodendromas intraventriculares ou neuroblastomas cerebrais primários - o diagnóstico é feito por tomografia computadorizada ou ressonância nuclear magnética, microscopia eletrônica e métodos de imunohistoquímica. Este relato de descreve um caso de neurocitoma central em uma paciente de 16 anos de idade, os sinais e sintomas, exames de imagem (tomografia computadorizada e ressonância nuclear magnética), análise histopatológica e imunohistoquímica e o tratamento aplicado.

7 - Atraso no desenvolvimento neuropsicomotor em lactente secundário à deficiência materna

Developmental delay in infants secondary to maternal deficiency

Atraso no desenvolvimento neuropsicomotor em lactente secundário à deficiência materna

Jurema Amâncio Mascarenhas; Meire Aparecida Tostes Cardoso

Resid Pediatr. 2013;3(3):84-87

Resumo PDF Português
Relato de caso de lactente de dois meses com atraso de desenvolvimento neuropsicomotor secundário à deficiência de vitamina B12, por deficiência materna durante a gestação. A deficiência de vitamina B12, embora infrequente nessa faixa etária, pode apresentar quadro neurológico, simulando outras afecções como infecções congênitas/adquiridas e erros inatos de metabolismo. O diagnóstico e o tratamento adequados devem ser realizados para prevenir sequelas neurológicas definitivas.
Qual é o Diagnóstico?
Caso Clínico Interativo

9 - Um paciente de cabelos prateados - qual o seu diagnóstico?

A silver hairs patient - What is the diagnostic?

Um paciente de cabelos prateados - qual o seu diagnóstico?

Ana Paula do Carmo; Mauro Cesar Dufrayer; José Marcos Cunha; Alice Azevedo; Mariana de Sá Mader, Bianca de Angelis Souto; Mariana Queiroz Gomes; Jaqueline Elaine Fernandes; Ana Carolina Botelho de Barros, Maraisa Fachini Spada

Resid Pediatr. 2013;3(3):90-94

Resumo PDF Português
Lactente de 3 meses de idade, com história de febre persistente há 7 dias, sem outras queixas. Ao exame físico, apresentava bom estado geral, palidez, olhos avermelhados, cabelos acinzentados, petéquias, equimoses difusas, hepatoesplenomegalia. Os exames laboratoriais evidenciaram anemia, leucopenia com neutropenia e hipofibrinogenemia. Iniciada antibioticoterapia empírica com cefepima. Confirmado o diagnóstico após avaliação de exame complementar. A associação de síndrome linfoma-like permaneceu como uma das hipóteses. Optou-se por iniciar profilaxia de infecções secundárias e quimioterapia com acompanhamento ambulatorial da paciente.
TOP: Tópicos Obrigatórios em Pediatria
Ponto de Vista

11 - Prevenção e bloqueio de surtos nos hospitais

Prevention and blocking outbreaks in hospitals

Prevenção e bloqueio de surtos nos hospitais

Márcia Galdino Sampaio; Juliènne Martins Araújo; Ana Carolina Gardel; Flávia Bello; Silvia Esch

Resid Pediatr. 2013;3(3):96-101

Resumo PDF Português
Os surtos que incidem no ambiente hospitalar assumem grande importância, considerando o perfil dos pacientes internados: imunossuprimidos, portadores de doenças crônicas, desnutridos, indivíduos submetidos a procedimentos invasivos com quebra da barreira cutâneo-mucosa ou ao uso de antimicrobianos por tempo prolongado. A presença dessas características contribui para o aumento da morbimortalidade no ambiente hospitalar. A transmissão de micro-organismos no hospital pode refletir o aumento de casos de doença na comunidade, a presença de profissionais de saúde susceptíveis e de pacientes vulneráveis, além da dificuldade de adesão pelos profissionais de saúde de medidas como a higienização das mãos. As orientações de isolamento fornecidas pelo CDC (Centers for Disease Control and Prevention) envolvem as precauções padrão que devem ser realizadas na assistência de qualquer paciente no âmbito hospitalar ou comunitário e as precauções baseadas no modo de transmissão de doenças, realizadas apenas em pacientes hospitalizados. As precauções são baseadas no modo de transmissão das doenças e devem ser sempre usadas em conjunto com as precauções padrão. São divididas em: precauções respiratórias com aerossóis, precauções respiratórias por gotículas e precauções por contato. Diante da facilidade de aquisição de micro-organismos hospitalares e do altíssimo risco de evolução desfavorável dos indivíduos internados, é imprescindível o conhecimento e a adoção de medidas preconizadas para diminuição dos riscos de transmissão de doenças no ambiente hospitalar.
Fique Alerta!